Knowledge Base: Mastersiga Consultoria

Mastersiga Consultoria ❱ TOTVS Linha ProtheusLivros Fiscais (SIGAFIS)

TES Inteligente - Fiscal - P12

01. VISÃO GERAL

Está disponível o cadastro de TES Inteligente, com objetivo de facilitar e agilizar o preenchimento do código do TES (Tipo de Entrada e Saída) nos documentos fiscais, considerando regras previamente cadastradas. A vantagem da utilização desta rotina, é que podemos configurar quais códigos de TES serão utilizados em determinados documentos fiscais.

02. EXEMPLO DE UTILIZAÇÃO

O cadastro do TES inteligente poderá ser acessado através rotina Tes Inteligente (MATA089.PRW), no menu Cadastros Atualizações\Cadastros\Tes Inteligente do modulo SIGAFIS.

O cadastro das regras de preenchimento do código do TES está vinculado com um código de tipo de movimentação (FM_TIPO), por exemplo: 01 - Venda de Mercadorias,02 - Simples Remessa de Material, 03 - Venda para Consumidor Final etc.
Os códigos de Tipo de movimentação estão cadastrados na tabela DJ da SX5, em tabelas genéricas. Cada regra definida poderá ter um código de TES de saída (FM_TS) e/ou um código de TES de entrada (FM_TE).

Uma vez definido na regra o Tipo de Movimento e TES a ser utilizado, será necessário preencher os demais campos listados abaixo: 

Campo
Descrição
FM_CLIENTECódigo de Cliente
FM_LOJACLILoja do Cliente
FM_FORNECECódigo de Fornecedor
FM_LOJAFORLoja Fornecedor
FM_ESTEstado
FM_GRTRIBGrupo Tributação
FM_PRODUTOCódigo de Produto
FM_GRPRODGrupo de Tributação do Produto
FM_POSIPINCM do Produto
FM_REFGRDCódigo de Referência da Grade
FM_TIPOMOVTipo de Pedido de Venda
FM_GRPTIGrupo de TES Inteligente
FM_TIPOCLITipo de Cliente
FM_GRPCSTCódigo de enquadramento de IPI
FM_CFO_OCódigo de saída da operação fiscal
FM_CFO_ICódigo de entrada da operação fiscal
FM_TPCTOTipo de Contrato
FM_IDIdentificação da Regra
FM_ORIGEMOrigem do produto

Dica!

  • Cadastros de TES Inteligente que não tiverem regras definidas, o sistema irá considerar o cadastro de TES Inteligente genérico. Ou seja, será utilizado o cadastro onde tenha somente o campo de Tipo de OperaçãoTES de Entrada/Saída preenchidos.
    Caso tenha mais de um cadastro genérico para o mesmo tipo de operação será retornado o primeiro cadastro dentro do Tipo de Operação informado conforme a ordenação:
    FM_FILIAL + FM_TIPO + FM_PRODUTO + FM_CLIENTE + FM_LOJACLI + FM_ID
  • O campo FM_REFGRD tem informação da Referência da Grade de Produto e o campo FM_DESREF terá a descrição da referência selecionada no campo FM_ REFGRD.
  • O campo FM_GRPTI tem o código do grupo de Tes Inteligente, que poderá ser informado no cadastro de Produto, através do campo B1_ GRPTI.
  • O campo FM_ORIGEM ("Origem do produto") só estará habilitado se o parâmetro MV_A410OPE estiver como .T.
  • O campo FM_TIPOMOV será aplicado somente em operação de saída, levando em considerando o tipo de movimento informado no Pedido de Venda (C6_TIPO).


Para que seja possível cadastrar regras mais específicas estão disponíveis os campos Grupo de TES Inteligente (FM_GRPTI) e Tipo de Cliente (FM_TIPOCLI), para utilizá-los siga estes passos:

  1. Via configurador, verificar a criação da tabela genérica "ZV - Grupo de TES Inteligente";
  2. Esta tabela já possui um grupo padrão (0001). Se necessário, incluir um ou mais;
  3. No cadastro de produtos, vincular o grupo cadastrado a um produto;
  4. No cadastro das regras de TES Inteligente, incluir uma ou mais regras preenchendo os campos de "Grupo-TI" (FM_GRPTI) e/ou "Tipo de Cliente" (FM_TIPOCLI);
  5. No módulo faturamento, realizar a inclusão de um pedido de venda e utilizar o produto, o cliente e o tipo de movimentação cadastrados na(s) regra(s) acima.
  6. Verificar que a TES será preenchida no item conforme a regra cadastrada.


Poderão ser preenchidos todos ou alguns campos da regra, variando conforme a necessidade do cliente. Sempre será sugerido TES da regra que possuir informações que se enquadrem com o documento fiscal, se alguma informação da regra não se enquadrar com o documento fiscal, esta regra será descartada. Regra que possuir campos não preenchidos não será descartada, desde que os demais campos preenchidos se enquadrem com documento fiscal.


Importante!

Para utilizar esta funcionalidade o compartilhamento das tabelas SF4 e SFM devem ser iguais (modo exclusivo ou compartilhado), assim no momento da definição do código de TES que será apresentado de acordo com as regras atendidas pelo documento incluído, sendo identificado dentro da filial definida nas duas rotinas quando exclusiva, ou em todos os cadastros se compartilhada. Em casos que o compartilhamento nestas duas tabelas for diferente, não será possível a avaliação das regras já cadastradas de forma correta e pode ocorrer definição de um código de TES incorreto.


Para exemplificar o preenchimento, vamos supor a criação de uma regra para sugerir o código de TES 500 nas Vendas de Mercadoria para Consumidor Final no Estado de São Paulodevemos preencher da seguinte maneira a regra do TES Inteligente:


Regra número 1:

Tipo de Movimentação

Tes de Saída

Estado

Tipo de Cliente

01500SPF-Cons.Final

Quando houver escrituração de documento fiscal com Tipo de Movimentação 01, para Estado de São Paulo utilizando cliente classificado como Consumidor Final, o TES 500 será sugerido na escrituração do documento fiscal.


Vejamos mais um exemplo, Venda de Mercadoria do Produto "AAAA", sugerindo o código de TES 501.

Regra número 2:

Tipo de Movimentação

Tes de Saída

Código de Produto

01501AAAA

Com esta regra, quando for escriturada uma Venda de Mercadoria do Produto "AAAA", o TES 501 será sugerido na digitação da nota fiscal.


As regras serão cadastradas em função do segmento e da necessidade de cada cliente, podendo criar regras mais específicas ou mais genéricas.


Informações Adicionais

O campo de Tipo de Cliente será verificado somente para operações vinculadas com cliente, se a nota estiver vinculada com um Fornecedor, o campo Tipo de Cliente não será considerado para enquadrar a regra.  Para enquadrar o participante, os campos FM_CLIENTE+FM_LOJACLI somente serão verificados caso operações esteja vinculada com um Cliente. Se a operação estiver vinculada com um Fornecedor, então os campos FM_FORNECE+ FM_LOJAFOR ser considerados para enquadrar o participante.

03. CRITÉRIO DE SUGESTÃO DE TES

 Específicas x Genéricas

A medida que as regras são cadastradas, é possível que existam regras mais genéricas, podendo entrar em conflito com alguma regra mais específica, como nos próprios exemplos citados no item 02. Consideraremos o seguinte cenário: 

  1.  Documento fiscal de Venda de Mercadoria para Consumidor Final, no Estado de São Paulo, vendendo o produto de código "AAAA".

A princípio as duas regras atenderiam esta situação, pois ambas as regras atendem e se enquadram nas informações do documento fiscal em questão, porém a rotina poderá sugerir somente um TES. Para resolver este conflito, o critério adotado será considerar a regra que tiver mais informações enquadradas de acordo com documento fiscal.

No exemplo do item 02 deste documento, a regra 1 possui duas informações enquadradas, o EstadoTipo de Cliente, já a regra 2 possui apenas uma informação enquadrada, que é o Código de Produto. Neste caso a regra 1 possui mais informações enquadradas que a regra 2, logo o TES 500 será sugerido, pois é a mais específica no contexto deste documento fiscal.

Neste tipo de conflito, o TES sugerido será sempre o que pertencer a regra mais específica, ou seja, a regra que tiver mais informações enquadradas. 


Importante!

A combinação dos campos CLIENTE+LOJA será considerada somente como uma informação enquadrada, bem como a combinação dos campos FORNECEDOR+LOJA.

Regras diferentes com mesma quantidade de informações enquadradas

Poderá ocorrer também conflito de regras distintas, cadastradas com campos diferentes, porém com a mesma quantidade de informações enquadradas com documento fiscal. Abaixo temos um exemplo desta situação:

Regra número 3

Tipo de Movimentação

TES

Produto

02502BBBB

Regra número 4 

Tipo de Movimentação

TES

Cliente

02503CCCC


Em uma operação de Simples Remessa de Material para o Cliente "CCCC", movimentando o Produto "BBBB", as regras 3 e 4 se enquadram no documento fiscal, a regra 3 enquadrou o Código de Produto, e regra 4 enquadrou o Código de Cliente, as duas possuem a mesma quantidade de informações, tanto o TES 502 quanto o 503 poderiam ser sugeridos. Para resolver este conflito, o sistema adota o critério da ordem de campos mais relevantes/prioritários do cadastro de TES inteligente, se o Código de Produto tem maior relevância, então o TES 502 será sugerido, ou se o Código do Cliente tiver maior relevância, então o TES 503 será sugerido. O sistema possui uma ordem padrão de prioridades, que pode ser alterada pelo cliente se necessário.


Para compreender esta ordem, cada campo (excluindo tipo de movimentação, TES de entrada e TES de saída) da SFM terá um identificador fixo, conforme tabelas abaixo:

Identificadores campos da SFM  - Operações com Cliente

Campo

Descrição

Código de Identificação

FM_PRODUTOCódigo de Produto1
FM_GRPRODGrupo de Tributação do Produto2
FM_POSIPINCM3
FM_CLIENTE+FM_LOJACLICliente+Loja Cliente4
FM_GRTRIBGrupo Tributação5
FM_ESTEstado6
FM_REFGRDCódigo de Referência da Grade7
FM_GRPTIGrupo de TES Inteligente8
FM_TIPOCLITipo de Cliente9
FM_GRPCST Código de enquadramento de IPI10
FM_TIPOMOVTipo de Movimentação do Pedido de Venda11
FM_ORIGEMOrigem do produto12


Para as operações vinculadas com Cliente, a ordem padrão do sistema é 1,2,3,4,5,6,7,8,9,10,11,12, onde cada número representa um campo da tabela SFM, ou seja, a ordem dos campos prioritários é:

FM_PRODUTO, FM_GRPROD, FM_POSIPI, FM_CLIENTE+FM_LOJACLI, FM_GRTRIB, FM_EST, FM_REFGRD, FM_GRPTI, FM_TIPOCLI, FM_GRPCST,FM_TIPOMOV.

Onde o campo com maior prioridade/relevância é o primeiro da esquerda para a direita, e o campo com menor prioridade/relevância é o último da direita.


Identificadores campos da SFM  - Operações com Fornecedor

Campo

Descrição

Código de Identificação

FM_PRODUTOCódigo de Produto1
FM_GRPRODGrupo de Tributação do Produto2
FM_POSIPINCM3
FM_FORNECE+FM_LOJAFORFornecedor+Loja Fornecedor4
FM_GRTRIBGrupo Tributação5
FM_ESTEstado6
FM_REFGRDCódigo de Referência da Grade7
FM_GRPTIGrupo de TES Inteligente8
FM_GRPCST Código de enquadramento de IPI9
FM_ORIGEMOrigem do produto10


Para as operações vinculadas com Fornecedor, a ordem padrão do sistema é 1,2,3,4,5,6,7,8,9,10, onde cada número representa um campo da tabela SFM, ou seja, a ordem dos campos prioritários é:

FM_PRODUTO, FM_GRPROD, FM_POSIPI, FM_FORNECE+FM_LOJAFOR, FM_GRTRIB, FM_EST, FM_REFGRD, FM_GRPTI, FM_GRPCST.

Onde o campo com maior prioridade/relevância é o primeiro da esquerda para a direita, e o campo com menor prioridade/relevância é o último da direita.


Voltando para o exemplo das regras 3 e 4 apresentadas neste item, considerando a ordem padrão do sistema, o TES sugerido seria o 502, pois o Produto (identificação 1) tem maior relevância/prioridade que o Cliente+Loja (identificação 4): 1,2,3,4,5,6,7,8,9,10,11,12.

Caso seja necessário alterar esta ordem de campos, basta alterar o conteúdo do parâmetro MV_OTICLI para operações com clientes, e parâmetro MV_OTIFOR para operações com fornecedores.


Ainda neste exemplo, se quisermos alterar a ordem de prioridade padrão do sistema, dando maior prioridade para Cliente ao invés do Produto, devemos preencher o parâmetro MV_OTICLI da seguinte maneira: {4,1,2,3,5,6,7,8,9,10,11,12}.

Veja que o identificador do Cliente+Loja (4) é o primeiro da ordem, neste caso, o TES sugerido seria o 503, já que o Cliente possui maior relevância que o Produto. O mesmo procedimento é válido para o parâmetro MV_OTIFOR para as operações vinculadas com fornecedor.


Se por algum motivo a ordem prioritária dos campos definida pelo cliente não desempatar este conflito de regras, o desempate será feito pela ordem padrão do sistema.

04. OUTRAS INFORMAÇÕES

Orientações para preenchimento de regras

  • A orientação no cadastro de TES Inteligente, é que não sejam criadas regras duplicadas, pois estas regras não serão atendidas, e não haverá sugestão de TES nestas situações;
  • Analisar a prioridade e relevância dos campos do cadastro da TES inteligente de acordo com necessidade, verificando os parâmetros MV_OTICLI e MV_OTIFOR, pois a ordem dos campos definida nestes parâmetros será considerada para resolver possíveis conflitos de regras (regras não duplicadas);
  • Atentar que o TES será sugerido na escrituração do documento fiscal considerando primeiramente o critério de regra de TES Inteligente mais específica, e em caso de conflito de regras genéricas, o critério de desempate será pela ordem dos campos mais prioritários;
  • Sempre que possível realizar cadastro de regras com maior quantidade de informações, evitando assim conflitos das regras. Não serão consideradas para aplicação no documento cadastro de TES Inteligente sem regras definidas, como por exemplo, informados somente os campos FM_TIPOFM_TS e/ou FM_TE, pois o intuito da rotina é realizar um filtro no cadastro de TES para atender regras específicas e não somente gatilhar um código de TES, podendo causar impactos negativos se não houver a amarração correta.
  • Se existir determinada regra cadastrada e o TES não for sugerido na escrituração do documento fiscal, poderá ser pelo motivo de ser uma regra duplicada, ou então poderá ser pelo motivo de alguma informação não ter sido enquadrada com as informações do documento fiscal.
  • As regras duplicadas serão sempre desconsideradas.

Caso o ponto de entrada MT089CD exista no ambiente, as regras de desempate do sistema não serão aplicadas, assim o retorno do ponto de entrada que definirá qual TES será sugerido, considerando as customizações existentes.

Updated on 22/09/2022

Was this article helpful?
We appreciate your review.